Reitor da ULisboa anuncia obras em Escolas da Universidade

Reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra, recebe em audiência a nova Direção-Geral da Associação Académica da Universidade de Lisboa.

Afonso Garcia, Hélder de Sousa Semedo, António Cruz Serra, Carolina Rodrigues e Pedro Cecília

António Cruz Serra, recebeu esta manhã uma comitiva da Direção-Geral da Associação Académica da Universidade de Lisboa, num encontro que serviu de apresentação das linhas programáticas da nova liderança, bem como definição do modo de funcionamento da Universidade no próximo ano letivo.


Hélder Semedo, presidente da DG/AAUL salientou a importância do diálogo encetado entre o Reitor e a AAUL no que toca aos investimentos feitos em termos de residências estudantis, nas obras do Pavilhão Portugal no Parque das Nações, e ainda das verbas da bazuca europeia para o ensino superior.


Por outro lado, o vice-presidente da Política Educativa, Pedro Cecília do curso de Letras da Universidade de Lisboa, elencou o lançamento da obra do novo edifício da Faculdade de Letras na Cidade Universitária, e ainda da Faculdade de Belas-Artes no Chiado.


O reitor da Universidade de Lisboa, salientou os ganhos de eficiência financeira do processo de fusão, nomeadamente, cerca de 48 milhões de euros que se conseguiu canalizar para o reforço da manutenção das escolas e na contratação de pessoal. Criticou ainda a falta de transferências do Orçamento de Estado desde 2008 para a construção ou manutenção do património da Universidade de Lisboa – uma postura dos sucessivos Governos, que já levou o presidente da AAUL, Hélder Semedo a exigir em audiência na Assembleia da República a atribuição extraordinária de mais de 100 milhões de euros para que a Universidade de Lisboa, possa requalificar grande parte do seu património, do qual urge requalificar. O Reitor alertou ainda para o problema da suborçamentação da Universidade de Lisboa, decorrente da regularização de vínculos do PREVPAP, mas também dos contratos decorrentes da lei do emprego científico.


Por sua vez, Carolina Rodrigues, estudante do curso de Medicina na Universidade de Lisboa e secretária-geral da AAUL, demostrou grande preocupação com a desinformação em matéria do plano de vacinação, bem como da necessidade de criar mecanismos no seio da Reitoria para mobilizar os cerca de 50 mil estudantes a aderirem à estratégia de vacinas implementada pelo Governo.


Cruz Serra, reiterou ainda o suporte dado pela academia quer à cidade de Lisboa, quer mesmo nas auscultações feitas pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e ainda ao Governo. Afonso Garcia, estudante de Engenharia Informática e de Computadores da Universidade de Lisboa e Vogal das Secções Autónomas da AAUL, alertou para as baixas oscilações da taxa de transmissibilidade dentro da Universidade.


António Cruz Serra, desejou à nova Direção-Geral votos de sucesso para o mandato que tem pela frente ao serviço dos estudantes da Universidade de Lisboa.

293 visualizações