AAUL junta-se a AAC no Dia do Estudante para revindicar direitos dos estudantes em Coimbra


Manifestação de Estudantes, à porta da AAC a 24 de março

Entre os mais de 100 estudantes presentes na manifestação do Dia do Estudante em Coimbra, João Assunção, Presidente da Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra juntou Hélder de Sousa Semedo, Presidente da Associação Académica da Universidade de Lisboa para uma tomada de posição conjunta relativa a alguns problemas que são transversais a todos os estudantes do Ensino Superior no nosso país.


No passado dia 24 de março, pode a AAUL juntar-se à AAC numa manifestação com o intuito de fazer transparecer alguns dos problemas que assombram a vida estudantil nos dias de hoje.

“Há um problema estrutural no ensino superior ligado à quebra do financiamento e à quebra dos rendimentos dos agregados familiares, e, portanto, se o Estado não vai ter a consciência disto no próximo ano letivo irá haver um aumento substancial do abandono escolar, da precariedade da juventude e dos estudantes do ensino superior”, referiu João Assunção.


“Vamos conseguir passar esta fase e esta mensagem clara não só ao Governo, mas também à Assembleia da República e à Presidência da República e todos os órgãos de soberania que estamos aqui e precisamos de auxílio”, concluiu ainda Assunção.

Hélder Semedo, presidente da AAUL e João Assunção, presidente da AAC

Na manifestação da passada quarta-feira esteve ainda o Presidente da Direção-Geral da AAUL Hélder de Sousa Semedo que deixou uma mensagem também para o atual Governo dizendo que “O atual Ministro não é a primeira vez que está na pasta do Ensino Superior, e aquilo que provou, quer durante os governos em que o ministro era Mariano Gago, quer agora enquanto ministro, demonstra que não tem sensibilidade para aquilo que são as universidades em Portugal, e, portanto, o ministro nunca fez nem fará voz daquilo que são as reais preocupações dos estudantes, portanto acreditamos nós a AAUL, que o atual ministro não tem condições para estar no lugar”.


Para visualizar a reportagem da tvAAC, poderá clicar aqui.

203 visualizações