AAUL entrega petição para tornar os campi da Universidade de Lisboa mais seguros.

A Associação Académica da Universidade de Lisboa (AAUL), entregou uma petição, tendo em vista ao reforço da segurança nos campi da Universidade de Lisboa, à Assembleia Municipal de Lisboa.


Os estudantes da Universidade de Lisboa, no âmbito do direito de petição constitucionalmente consagrado, apresentaram à Assembleia Municipal de Lisboa uma petição com mais de 500 assinaturas. Os responsáveis autárquicos, garantem o direito à petição a todos os cidadãos, sobre matérias do âmbito do Município, o que vem a reforçar a posição de Casa da Cidadania. A pandemia não alterou esta condição.


Por seu turno, os responsáveis associativos da AAUL, apelam a uma resolução urgente do problema que é a falta de segurança, nomeadamente com a introdução de mecanismos de monitorização do espaço público e o reforço do pessoal das Forças de Segurança de Alvalade, por parte do Ministério da Administração Interna.


Hélder Semedo e Miguel Afonso, presidente e vice-presidente, respetivamente, afirmam ainda que «o medo e a insegurança não devem entrar na Universidade, que este deve ser um lugar em que todos os estudantes se sentem seguros». Alertam ainda que, com o agravar da situação económica, aumenta a possibilidade de furtos e roubos nos nossos campi, algo que o Poder Central e o Poder Local devem evitar a tudo o custo, uma vez que poderá trazer sequelas irreversíveis ao prestígio da cidade.


A petição foi entregue ao Presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, José Leitão, e será apreciada pela 8ª Comissão de Transportes, Mobilidade e Segurança deste órgão autárquico. A petição, criada pela AAUL, vem requerer que o Município de Lisboa devolva segurança ao espaço público utilizado pela comunidade estudantil da maior universidade do país.


139 visualizações

© AAUL 2021 - Unidade Operacional de Gestão da Inovação e Transição Digital

  • instagram
  • facebook
  • twitter_edited
  • likedin_edited
  • youtube_edited