André Pardal

Mandato 2007

Licenciado em Direito (2007) e Pós-graduado em Direito da Defesa Nacional (2016), pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa; Auditor de Defesa Nacional, Instituto de Defesa Nacional (2017); e do Georgetown Leadership Seminar, Universidade de Georgetown, E.U.A. (2014).

Advogado Associado, desde 2010, na LEGALWORKS – Gomes da Silva & Associados e Presidente da Mesa da Assembleia-Geral (desde dezembro de 2018) da Associação Nacional de Jovens Advogados Portugueses - ANJAP.

Foi Advogado Estagiário na ABREU Advogados & Associados (2007/09) e na LEGALWORKS – Gomes da Silva & Associados (2009/10).

Exerceu as Funções de Deputado à Assembleia da República na XII Legislatura (vice-coordenador do GP-PSD na Comissão de Defesa Nacional), de Adjunto do Secretário de Estado do Desporto e Juventude no XIX Governo Constitucional (2011-13) e de Presidente da Mesa da Assembleia-geral da Movijovem (2011-14).

Foi membro da Direção Nacional (2015-18) da ANJAP, membro do Conselho Consultivo da Juventude do Conselho da Europa (2008-11), Presidente da Mesa da Assembleia-Geral e membro da Direção do Conselho Nacional de Juventude (2008-2011).

Foi ainda membro do Conselho Nacional de Educação (2009), Presidente da Associação Académica da Universidade de Lisboa (2007), Presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Vice-Presidente e membro da Direção da Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa (2003-07), assim como representante dos estudantes em vários outros órgãos.



Enquanto estudante da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa André Pardal assumiu-se como um dos principais preconizadores do projeto de fundação da Associação Académica da Universidade de Lisboa que, no dia 8 de março de 2007 foi fundada em Assembleia Constituinte, no Salão Nobre da Reitoria, após um longo processo de discussão e ratificação por parte das Associações de Estudantes fundadoras.


Durante o seu mandato, de maio de 2007 a dezembro do mesmo ano, a estrutura da AAUL viu ser levada a cabo a sua primeira estratégia de atuação.


Enquanto nova estrutura no âmbito da Universidade de Lisboa a AAUL, consagrando os desígnios motores da sua criação, assumiu-se como fundamental na resposta coesa e estruturada às necessidades dos seus estudantes, que por seu turno, confiantes na estrutura podiam contar como uma representação fiel à dimensão da Universidade e dos seus interesses.

No mandato de 2007 a Associação Académica da Universidade de Lisboa, na figura dos seus dirigentes, estabeleceu como prioridade o estreitar de relações institucionais com as demais entidades públicas e relacionadas como o Associativismo estudantil bem como com os órgãos da Universidade de Lisboa.

Esta aproximação e o consequente processo de afirmação institucional da recém-criada AAUL assumiu-se como fundamental na representação dos seus estudantes bem como na efetivação da estrutura.



O mandato de André Pardal e do corpo de dirigentes do mandato de 2007 ficou marcado pelo combate ao novo RJIES (Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior) que foi alvo de forte contestação pelo movimento estudantil, com especial destaque para a Associação Académica da Universidade de Lisboa. Esta posição de vanguarda por parte da AAUL e a gravidade da situação é ilustrada nas palavras do 1º Presidente da nossa associação: “Este RJIES é o mais forte ataque aos direitos dos estudantes desde a crise académica de 1969!”

Foram preconizadas, fazendo jus e cumprindo o Plano de Atividades aprovado em Assembleia Magna, diversas atividades de aproximação aos estudantes nas mais variadas áreas de atuação da estrutura. Reuniões, debates, conferências e encontros atenderam aos objetivos da Política Educativa, Cultura e Desporto. Sessões de Esclarecimento e criação de mecanismos de apoio marcaram a atuação da Ação Social. Realiza-se, no decurso deste mandato, o I Arraial da Universidade de Lisboa que, realizado no relvado da Alameda da Universidade, contou com a participação e apoio de todas as Associações de Estudantes da Universidade de Lisboa. As bases estruturais da Académica da Universidade de Lisboa foram lançadas tornando possível a efetivação da própria. Estavam reunidas as condições para o crescimento contínuo da estrutura nos anos vindouros.

© AAUL 2021 - Unidade Operacional de Gestão da Inovação e Transição Digital

  • instagram
  • facebook
  • twitter_edited
  • likedin_edited
  • youtube_edited