Invocação do legado do Duarte Pacheco

O Professor Doutor Duarte Pacheco (1899-1943) é tido como um dos mais importantes ministros do Estado Novo tendo liderado o desenvolvimento de um conjunto de obras que mudaram a face de Portugal.

Engenheiro Duarte Pecheco

Nasceu em Loulé, mas com 17 anos veio para Lisboa, onde estudou matemática no Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa. Forma-se em engenharia e poucos anos depois é nomeado diretor da Escola.

Torna-se também ministro chave no Estado Novo durante os anos 30 e princípios dos anos 40. Presidiu ao Ministério das Obras Públicas e Comunicações e também à Câmara Municipal de Lisboa, estando o seu nome ligado a diversas obras como os bairros sociais de Alvalade, da Encarnação, de Madredeus e da Ajuda. Entre as obras que realizou com maior êxito, conta-se o Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

Foi um visionário do Portugal moderno, uma das primeiras figuras do século XX e da história do urbanismo português, e fez parte da vaga renovadora do Estado Novo. A par das várias e importantes obras encetadas por Duarte Pacheco, a AAUL sublinha o seu papel enquanto dinamizador da Exposição do Mundo Português, que decorreu em Belém, em 1940, com muitos visitantes. “Foi um momento de afirmação colonial de propaganda nacionalista, mas que teve tanto a vertente tradicionalista como a vanguardista, com participantes das áreas da arquitetura e das artes plásticas. Refazer, reconstruir, renovar e reinventar foram as linhas desta iniciativa e de todo o trabalho de Duarte Pacheco”, frisa o presidente da AAUL. Morreu a 16 de novembro de 1943, num desastre de viação, e no dia que se assinala os 77 anos da sua morte, a Associação Académica da Universidade de Lisboa, invoca o seu legado deixado a todos nós.

43 visualizações

© AAUL 2021 - Unidade Operacional de Gestão da Inovação e Transição Digital

  • instagram
  • facebook
  • twitter_edited
  • likedin_edited
  • youtube_edited